Os tipos de clientes e os 2 tipos mais efetivos de oferta

20/12/2019

Diretor de Operações

Você já deve saber que existem alguns tipos de clientes e que o tipo de oferta a ser
aplicada vai depender diretamente a qual tipo de cliente ela se direciona.

 

Entre os tipos de clientes mais comuns temos: 1) aquele que sabe que precisa do seu
produto e está procurando, 2) que sabe que precisa, mas enrola e não procura, 3) precisa doseu produto e não sabe e 4) não precisa ou não quer.


Para o tipo 4 de cliente, não há o que fazer, pois ele está decidido que não precisa do
seu produto e não vai comprá-lo em hipótese alguma. Foque nos outros tipos.
Para o primeiro tipo de cliente não tem mistério, pois como o cliente já quer o
produto, você precisa simplesmente fazer uma oferta barata e rápida para que ele compre.


Nesses casos, uma oferta direta como um comercial, ou um anúncio, funcionam bem para efetivar a compra.


Agora, se você não acha que está satisfeito com o número de clientes do tipo 1 que
seu negócio possui ou se só com eles você não está tendo um bom número de vendas, é preciso partir para os tipos 2 e 3, pois a maior parte de potenciais clientes se encontram nesses grupos, é neles que você deve investir suas forças e capital para atraí-los e convencê-los a comprarem de sua marca.

 

Para conseguir convencê-los você vai precisar de uma oferta irresistível, algo que
acontece de forma mais complexa, pois você precisa de uma conversa para convencer esse cliente.

 

O primeiro passo é buscar essas pessoas, conseguir o contato para ter a conversa, seja
o celular ou o email, e isso é claro, você deve fazer oferecendo algo gratuito que esteja ligado ao seu produto. Pois para te dar algo como seu contato, é necessário receber algo (vídeo, ebook, livro, capítulo, amostra, etc) que ele julgue valioso, a conhecida reciprocidade.

 

Feito isso, você vai apresentar seu produto sem tentar vender. Antes de tentar vender
você deve mostrar como o seu produto é eficiente, como ele traz o resultado que promete, como a vida da pessoa vai melhorar após ele. Isso porque se você tentar vender logo de cara, o cliente vai colocar objeções que bloqueiam a compra, seja porque não confia em você, ou porque o produto está caro. E se você perder o potencial cliente logo no início será quase impossível recuperar-lo depois. Primeiro foque em construir uma relação de confiança!


Na conversa, você deve mostrar o quanto o seu produto é valioso, convencer de que
ele é mais valioso para quem vai comprar do que para você que está vendendo, isso é
importante porque é dessa forma que o preço não vai importar, pois o valor agregado ao

produto vale mais do que seu custo de aquisição, você também deve mostrar a experiência de outras pessoas com o produto (essa parte é fundamental), mostre a história da pessoa antes e depois do seu produto.


E por último e não menos importante, você deve gerar identificação. Seja no vídeo de
vendas, nos emails, ou mensagens, o cliente deve se identificar com você. Seja porque você já passou pelo mesmo que ele, ou conseguiu o que ele deseja, ou o faz rir. A identificação através das pessoas, o famoso Storytelling é valioso nesse momento.
Continue nos acompanhando e até o próximo texto!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts em Destaque

BRANDING: fixação da marca no coração do consumidor

June 18, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes

December 20, 2019

November 1, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square

Desenvolvido por 

Novo Visual - i360 Mono.png

+55 88 2141.1009

R. Catulo da Paixão Cearense, 175

Pátio Cariri Corporate - Sala 1407

Juazeiro do Norte, CE

diretoria@agenciai360.com.br

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

ENTRE EM CONTATO CONOSCO!